alergia

Controle ambiental: alergia a animais de estimação

Controle ambiental: alergia a animais de estimação

3 minutos Animais de estimação oferecem companheirismo e diversão, mas para algumas pessoas um cão ou gato pode também provocar erupção cutânea, coceira, espirros, coriza e até crise de asma. Alergia a animais de estimação ocorre em cerca de 10% da população. Alergia a um animal significa uma vida sem um amigo de estimação? Não necessariamente! As reações alérgicas não são desencadeadas por pêlos de animais. Na realidade, os sintomas são causados por uma proteína encontrada na pele (caspa), saliva e até na urina do Continue lendo

Dormir com animal de estimação, como isso pode afetar você e seu animal?

Dormir com animal de estimação, como isso pode afetar você e seu animal?

1 minuto Dormir com seu animal de estimação na cama às vezes pode ser perturbador – com um rabo fazendo cócegas em seu nariz ou um encontro íntimo baboso. Para muitas pessoas, esses “microdespertares” podem nos acordar de um sono profundo, disse Kristen Knutson, professora associada de neurologia e medicina preventiva da Feinberg School of Medicine da Northwestern University. “Eles têm sido associados à liberação do hormônio do estresse, o cortisol, que pode tornar o sono ainda pior.” Mas estudos recentes mostraram que animais Continue lendo

Alergia a animais de estimação: o que fazer?

Alergia a animais de estimação: o que fazer?

5 minutos A alergia a animais de estimação se trata de uma reação alérgica a proteínas encontradas na pele, saliva ou urina dos animais. Os sinais de alergia a animais de estimação incluem sintomas de asma, rinite e conjuntivite alérgica. Algumas pessoas podem apresentar erupção cutânea quando em contato com o pêlo ou saliva dos animais. Qualquer animal pode provocar alergia, mas as alergias a animais domésticos são mais comuns através de contatos com cães e gatos. Alergia a pêlo de cavalo também é Continue lendo

Meu filho tem dermatite de contato, o que fazer?

Meu filho tem dermatite de contato, o que fazer?

8 minutos A dermatite de contato é uma erupção na pele com coceira e frequentemente avermelhada, causada pelo contato direto com uma substância. A erupção não é contagiosa, mas pode ser muito desconfortável para a criança. Essa reação fisiológica ocorre quando a pele entra em contato com certas substâncias. Cerca de 80% das dermatites de contato são causadas por substâncias “irritantes para a pele”, enquanto os 20% restantes são causados ​​por alérgenos, que desencadeiam uma resposta imunológica. Inúmeros produtos podem causar tais reações, incluindo Continue lendo

Espaçadores infantis: como usar corretamente?

Espaçadores infantis: como usar corretamente?

5 minutos Entendemos como pode ser muito angustiante ver o filho com dificuldades para respirar e a melhor forma de ajudá-lo é estar sempre preparado, levando os medicamentos com você, uma vez que uma crise de asma pode acontecer a qualquer momento. Um espaçador infantil é semelhante a um tubo cilíndrico valvulado e cria um “espaço” entre a boca do seu filho e o inalador para que o medicamento alcance os pulmões com mais qualidade. Eles são cada vez mais utilizados, tendo em vista Continue lendo

Meu filho tem alergia a picada de inseto, e agora?

Meu filho tem alergia a picada de inseto, e agora?

6 minutos As picadas de inseto causam uma pequena reação alérgica em todas as pessoas, caracterizada por um leve inchaço no local da picada, coceira e vermelhidão.  No entanto, alguns de nós podem apresentar uma reação mais grave como o inchaço de todo o membro em que houve a picada e manchas por toda a pele. Para esses casos mais graves, é preciso se atentar e saber o que fazer caso aconteça.  Os pequenos costumam ser mais afetados, principalmente nas épocas mais quentes, pois Continue lendo

O que é o teste de provocação?

O que é o teste de provocação?

3 minutos O teste de provocação, também conhecido como desafio,  é realizado com o objetivo de confirmar um processo alérgico principalmente quando não se tem certeza do diagnóstico. Frequentemente utilizados nos casos de alergias alimentares e medicamentosas, podem ser aplicados em qualquer processo alérgico.  Ele permite um diagnóstico mais adequado de um quadro clínico e pode ser feito via oral ou por meio de testes cutâneos. Neste artigo, vamos te mostrar que, por meio do exame, é possível saber o motivo da alergia e, Continue lendo

O que esperar de uma consulta com o Alergista?

O que esperar de uma consulta com o Alergista?

3 minutos Levar o filho a uma consulta médica, qualquer que seja ela, pode ser um momento estressante para qualquer mãe, mas não precisa ser assim. A consulta com alergista é um exemplo de cuidado que seu filho pode precisar, mas que não causa incômodo algum para o pequeno. Problemas alérgicos são comuns entre os brasileiros. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 30% da população brasileira possui algum tipo de alergia. Quando o paciente apresenta problemas respiratórios e/ou dermatológicos Continue lendo

Conjuntivite alérgica: sintomas e tratamento

Conjuntivite alérgica: sintomas e tratamento

3 minutos A conjuntivite alérgica é uma inflamação das mucosas dos olhos causada por alergia. O quadro é, na verdade, uma reação exagerada do sistema imunológico ao contato com algum alérgeno. Alérgenos são substâncias comuns presentes na nossa rotina, como: Ácaros e poeira doméstica;Esporos de fungos;Baratas; Pelos de animais; Quando em contato com alguns desses elementos, o sistema imunológico pode reagir, liberando substâncias que afetam a garganta, o nariz, os ouvidos, a pele e os dois olhos.  A conjuntivite é, portanto, uma consequência de uma Continue lendo

Alimentos extensamente aquecidos e alergia alimentar

Alimentos extensamente aquecidos e alergia alimentar

3 minutos Muitas pessoas, sobretudo crianças, sofrem de alergia alimentar. Privar-se de determinadas comidas pode ser muito difícil, principalmente para os pequenos, mas existe uma possível solução para alguns casos: os alimentos extensamente aquecidos. Especialistas estimam que 5% das crianças sofrem com algum tipo de alergia alimentar. A tendência, todavia, é que até a fase da puberdade essa alergia desapareça. Isso se dá em: 80% dos alérgicos a leite; 60% alérgicos a ovo;20% dos alérgicos a amendoim, peixes e frutos do mar. A alergia alimentar Continue lendo