Meu filho tem dermatite de contato, o que fazer?

Tempo de leitura: 8 minutos

A dermatite de contato é uma erupção na pele com coceira e frequentemente avermelhada, causada pelo contato direto com uma substância. A erupção não é contagiosa, mas pode ser muito desconfortável para a criança.

Essa reação fisiológica ocorre quando a pele entra em contato com certas substâncias. Cerca de 80% das dermatites de contato são causadas por substâncias “irritantes para a pele”, enquanto os 20% restantes são causados ​​por alérgenos, que desencadeiam uma resposta imunológica.

Inúmeros produtos podem causar tais reações, incluindo sabonetes, cosméticos, fragrâncias, jóias e plantas. Por isso, no artigo de hoje, você vai saber tudo o que precisa sobre dermatite de contato e quando procurar por um alergista.

dermatite de contato

Quais são os sintomas da dermatite de contato?

A dermatite de contato geralmente ocorre em áreas do corpo que foram expostas diretamente à substância causadora da reação. A erupção geralmente se desenvolve em horas e até alguns dias após a exposição e pode durar por várias semanas.

Os sinais e sintomas de dermatite de contato incluem:

  • Uma erupção vermelha
  • Coceira, que pode ser intensa
  • Pele seca, rachada e escamosa
  • Saliências e bolhas, às vezes com secreção e crostas
  • Inchaço, queimação e até manchas escuras

Quais substâncias causam dermatite de contato?

A dermatite de contato é uma reação cutânea pelo contato com inúmeras

substâncias, que podem causar irritações ou alergias. Conheça abaixo as substâncias mais comuns.

Irritações

Eles causam irritação e inflamação direta da pele. Eles são a causa mais comum de dermatite de contato. Irritantes comuns que podem causar dermatite de contato em crianças incluem:

  • Sabonetes e detergentes
  • Saliva
  • Urina em uma fralda
  • Loções e perfumes

Alergias

Isso faz com que o sistema imunológico do corpo tenha uma reação alérgica. Para se defender, o corpo libera substâncias químicas que causam sintomas na pele. Os alérgenos são uma causa menos comum de dermatite de contato.

Os alérgenos comuns que podem causar dermatite de contato em crianças incluem:

  • Hera venenosa, carvalho e sumagre. São plantas com óleo que causam alergias na pele.
  • Metais. Isso inclui níquel, cromo e mercúrio. O níquel é encontrado em bijuterias, fivelas de cintos e relógios de pulso, bem como zíperes, fechos de pressão e ganchos em roupas. Os itens cromados também podem conter níquel. O mercúrio é encontrado em soluções para lentes de contato. Isso pode causar problemas para algumas crianças.
  • Látex. O látex é encontrado em produtos como brinquedos de borracha, balões, bolas, luvas de borracha, ataduras e chupetas ou mamilos.
  • Cosméticos. Os produtos incluem tinturas usadas na coloração do cabelo, roupas, perfumes, sombra para os olhos, esmaltes, batom e alguns filtros solares.
  • Medicação. A neomicina também pode causar dermatite de contato. É encontrado em alguns tipos de creme antibiótico e anestésico local.

Leia também: Criança com alergia à droga

Como prevenir a dermatite de contato?

A melhor prevenção é evitar substâncias irritantes e alérgenas e tentar identificar quais foram as substâncias que podem ter desencadeado os sintomas citados acima.

A pele deve ser lavada, se necessário imediatamente após o contato, para remover a maior parte da substância que causou a erupção cutânea. Enxágue completamente e lave também todas as roupas ou outros itens que possam ter entrado em contato com um alérgeno vegetal, como a hera venenosa.

Roupas e acessórios como luvas de proteção, máscaras faciais, óculos de proteção entre outros, podem proteger a criança de substâncias irritantes, incluindo produtos de limpeza doméstica.

Usar hidratantes de pele pode ajudar a restaurar a camada externa da pele e mantê-la flexível. Porém, um médico deve orientar com relação a quais produtos a criança poderá utilizar.

Animais de estimação também podem levar alérgenos de plantas, como a hera venenosa, que podem se agarrar a eles e se espalhar para as pessoas.

Todos esses métodos de prevenção poderão ser utilizados, mas lembre-se que o ideal é levar a criança a um médico especialista em alergia para tratamentos e prevenções corretas para o caso.

Quais são as complicações da dermatite de contato?

A dermatite de contato pode se infectar quando se coça repetidamente a área afetada, deixando-a úmida e com secreção. Isso cria um bom local para o crescimento de bactérias ou fungos e pode causar uma infecção.

Quais crianças estão em risco de dermatite de contato?

A dermatite de contato pode ocorrer em qualquer criança. Se o seu filho tem dermatite atópica (eczema), ele tem risco aumentado de dermatite de contato.

A dermatite atópica costuma piorar quando a substância entra em contato com a pele. Áreas maiores também podem ser afetadas. Por outro lado, muitos desses sintomas podem ser causados ​​por outras doenças de pele. É importante uma consulta médica para se obter um diagnóstico correto.

Como a dermatite de contato é diagnosticada em uma criança?

O profissional de saúde perguntará sobre os sintomas e o histórico de saúde do seu filho. Eles poderão fazer um teste alérgico em seu filho. O médico também perguntará sobre o contato recente com quaisquer irritantes ou alérgenos. Pode ser necessário exames de sangue para avaliar os possíveis diagnósticos diferenciais.

Como a dermatite de contato é tratada em uma criança?

O tratamento dependerá dos sintomas, da idade e do estado geral de saúde do seu filho. Também dependerá da gravidade da condição.

O tratamento pode incluir:

  • Lavar a pele do seu filho com água e sabão o mais rápido possível após o contato. Lave todas as áreas, incluindo rosto, pescoço, mãos e entre os dedos.
  • Usar panos (compressas) úmidos e frios sobre a pele. Isso ajuda a reduzir a coceira e a aliviar a inflamação.
  • Usar curativos úmidos nas áreas mais secas. Eles podem ajudar a diminuir a coceira e melhorar a cicatrização. Peça instruções ao médico ou enfermeira do seu filho. 
  • Aplicar creme ou pomada de corticosteróide na pele. Isso pode ajudar a diminuir a coceira e outros sintomas. O creme ou pomada pode ser prescrito ou vendido sem prescrição médica.
  • Dar anti-histamínicos ao seu filho. Isso também pode ajudar a aliviar a coceira. Converse com o médico do seu filho sobre o que ele deve tomar.    

Se seu filho tem dermatite de contato por hera venenosa, carvalho ou sumagre:

  • Lave todas as roupas e todos os objetos que tocaram no óleo vegetal.
  • Esteja ciente de que animais de estimação permitidos ao ar livre podem ter óleo vegetal em sua pele. Seu filho pode ter dermatite alérgica por causa do óleo em seu animal de estimação. Lave o pelo do seu animal, se possível.

Para reações mais graves, entre em contato com o médico do seu filho. Pode ser necessário o uso de corticosteróides ou outros medicamentos.

Quando devo levar a criança ao médico?

A ajuda médica deve ser obtida de imediato quando a erupção é súbita, dolorosa ou disseminada, principalmente quando inclui outros sintomas como febre, secreção purulenta escorrendo de bolhas.

Em alguns casos, a erupção pode danificar o revestimento mucoso da boca e do trato digestivo. Além disso, existem outros fatores que podem ser considerados para uma consulta de emergência:

  • A erupção é tão desconfortável que a criança está perdendo o sono.
  • Seu filho se sente envergonhado com a aparência da pele
  • Se as erupções persistirem por várias semanas.
  • Se ocorrer erupções no rosto e nos genitais.

O atendimento médico é necessário quando se nota a ocorrência de sintomas considerados alérgicos, pois as informações contidas neste site são de caráter informativo e somente um profissional da área médica pode dar sequência na resolução dos problemas.

Em casos de sintomas extremos, é importante que o atendimento seja feito rapidamente, de modo que a causa seja descoberta mais cedo e o tratamento indicado se inicie o quanto antes.

É imprescindível que todas as questões de saúde sejam tratadas por um médico especializado para que se obtenha sucesso no tratamento.

Geralmente é comum as pessoas consultarem com médicos de diferentes especialidades, mas lembre-se que geralmente o alergista é o profissional mais preparado para diagnosticar e tratar dermatite de contato.

Você quer se manter informado sobre assuntos como este? Acesse o site da Pulmolab e nosso Blog e siga-nos nas redes sociais: Facebook e Instagram!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *