Meu filho tem alergia a picada de inseto, e agora?

Tempo de leitura: 6 minutos

As picadas de inseto causam uma pequena reação alérgica em todas as pessoas, caracterizada por um leve inchaço no local da picada, coceira e vermelhidão. 

No entanto, alguns de nós podem apresentar uma reação mais grave como o inchaço de todo o membro em que houve a picada e manchas por toda a pele. Para esses casos mais graves, é preciso se atentar e saber o que fazer caso aconteça. 

Os pequenos costumam ser mais afetados, principalmente nas épocas mais quentes, pois os insetos se proliferam mais e tendemos a utilizar roupas mais leves e que deixam mais partes do corpo expostas. 

picada de inseto

A alergia à picadas pode acontecer por uma reação à saliva do inseto ou, dependendo do inseto, às toxinas presentes no veneno injetado durante a picada.

Se você tem observado alguns sinais de alergia à picadas de inseto no seu filho mas tem dúvidas em como lidar, continue a leitura e confira as nossas dicas. 

Abelhas, marimbondos e vespas 

As picadas de abelhas, marimbondos, vespas e algumas formigas são um grupo de insetos conhecido como himenópteros e causam reação alérgica pela toxina presente no veneno injetado. 

As pessoas que apresentam uma hipersensibilidade à picada desses insetos produzem anticorpos chamados IgE (imunoglobulina E). Ao ser picado o veneno reage com esse

anticorpo IgE, liberando substâncias que causam reações alérgicas.

Em geral, a alergia é de apenas um dos insetos desse grupo. Por exemplo, se o seu filho tem alergia à picadas de abelha, dificilmente terá alergia à picadas de vespas. 

Identificando os insetos

É muito importante identificar qual inseto causou a reação. Conhecendo os seus hábitos, facilita a identificação:

Abelhas: Abelhas europeias não são agressivas e picam apenas quando provocadas. No entanto, as abelhas africanizadas, muito comuns no Brasil, são mais agressivas e podem picar em enxame. Abelhas domesticadas vivem em colônias artificiais feitas pelo homem, enquanto as selvagens vivem em colmeias construídas em árvores ocas ou em cavidades de prédios. Quando picado, a abelha deixa um ferrão no local da picada.

picada de abelha

Marimbondos e vespas: vivem em ninhos circulares construídos com material semelhante a papel, que se abrem em sua extremidade inferior; são normalmente encontrados embaixo de calhas e telhados, atrás de janelas, em arbustos, galhos de árvores ou pilhas de madeira. Os marimbondos não deixam ferrão no local da picada.

Picada de Marimbondo

Prevenindo as picadas

Fique longe! Esses insetos têm maior probabilidade de picar se forem incomodados em seus ninhos, portanto é importante destruir aqueles localizados próximos à sua casa, com a ajuda de profissionais especializados. 

Se insetos voadores que picam estão próximos, fique calmo e se distancie lentamente. 

Como o cheiro de comida atrai insetos, tome cuidado ao cozinhar, comer ou tomar bebidas doces, como refrigerantes, ao ar livre. Fique atento para a presença de insetos dentro de canudos ou bebidas enlatadas. Mantenha os alimentos cobertos até que você vá comê-los. 

Use sapatos fechados e evite andar descalço em ambientes abertos. Evite também usar roupas muito largas, que podem prender insetos entre o tecido e a pele.

Quais os possíveis sintomas decorrentes de uma picada?

Para um pequeno número de pessoas alérgicas a himenópteros, picadas podem ser ameaçadoras à vida. Essas reações alérgicas graves são chamadas de anafilaxia

Sintomas podem incluir: coceira generalizada; erupção no corpo; inchaço na pele, língua e até na garganta; tosse e dificuldade para respirar; tontura; dor de barriga; náuseas e diarreia. 

Nos casos mais graves, uma queda rápida da pressão arterial pode resultar em choque e perda de consciência. A anafilaxia é uma emergência médica e pode ser fatal. Se o seu filho apresentar os sintomas acima após uma picada de inseto, procure atendimento médico imediatamente.

Tratando as reações

Se a abelha deixar o ferrão na pele, remova-o em até 30 segundos para evitar que mais veneno seja inoculado. Uma rápida arranhadura com a unha costuma ser o bastante para remover o ferrão e o saco de veneno. 

Evite apertar o ferrão, pois isso pode fazer com que mais veneno seja inoculado na pele. Para todos os insetos que picam, tente permanecer calmo e afastá-los da sua pele. Então, saia do local imediatamente.

Estes passos podem ajudar a tratar reações locais a picadas de insetos:

  • Eleve o membro afetado e aplique uma compressa fria para reduzir o inchaço e a dor.
  • Lave a área afetada gentilmente com água e sabão para prevenir infecções secundárias; não estoure bolhas.
  •  Use um corticóide tópico ou um anti-histamínico oral para aliviar o prurido.

Procure um médico se o inchaço progredir ou se o local da picada parecer infectado.

Pernilongos, pulgas e carrapatos 

Pernilongos

As picadas de pernilongo são as mais comuns, principalmente durante o verão e a primavera. O local picado fica com um ponto branco elevado e uma vermelhidão em volta e costuma coçar muito nas primeiras horas. 

A reação alérgica excessiva que pode ocorrer nesse caso, é a pele fica toda vermelha. O que gera a alergia à picada dos pernilongos são as substâncias presentes na saliva do inseto. 

Existem cremes específicos que ajudam a aliviar a coceira e podem te ajudar quando os pequenos forem picados por pernilongos. 

picada de pernilongo

Pulgas

As mordidas de pulgas geram pequenas bolinhas vermelhas na pele e costumam aparecer em grande quantidade. A região costuma ficar bem dolorida e a pele ao redor das mordidas fica irritada. 

Costumam causar muita coceira e a alergia também é devido à saliva da pulga. É importante lavar a região da mordida para evitar infecções. A pulga deve ser combatida para evitar novas mordidas.

Carrapatos 

A mordida do carrapato causa uma mancha vermelha na pele que remete a um hematoma. O maior cuidado neste caso, é que os carrapatos costumam ficar grudados na pessoa por muito tempo se alimentando do seu sangue e a mordida não causa dor. 

Se você foi com sua família para o interior, dê uma olhada no corpo dos pequenos antes de voltar para casa para garantir que nenhum carrapato está vindo de carona. 

Após retirar o carrapato, a mancha no local da mordida deve desaparecer após alguns dias. Caso isso não aconteça, procure um médico pois os carrapatos podem transmitir outras doenças. 

Cuidados em tempos de pandemia 

Com a quarentena, todos estão passando a maior parte do tempo em casa, mas isso não nos livra do contato com os insetos. 

A melhor forma de se cuidar neste momento é fazer uso de repelentes corporais, procure aqueles específicos para crianças para usar em seus filhos. 

Além disso, os repelentes de ambiente também são de grande ajuda, dê preferência para aqueles à base de água com icaridina, e, periodicamente, detetize a sua casa. 

Caso o seu filho tenha alguma reação mais grave devido a alguma picada, procure um médico para ter o tratamento mais adequado. 

Gostou do texto?

Para ficar por dentro de mais assuntos como esse, continue no nosso blog e acesse nossos sites: Pulmolab e Alergo Pneumoped.

Nos acompanhe também nas redes sociais, estamos no Instagram e Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *