Se meu filho tiver catapora, como posso cuidar dele?

Tempo de leitura: 3 minutos

A catapora é uma doença de caráter infeccioso e de contágio imediato. Ela é causada pela herpes zóster, uma infecção por um vírus chamado varicela zóster.

Mesmo sendo um problema comum, é preciso dedicar certa atenção a ele. Por isso, fica o questionamento: o que você sabe sobre a catapora? Será que você e sua família estão corretamente imunizadas? Sabe o que ela pode causar?

Confira o artigo a seguir e tire todas as suas dúvidas!

catapora

Catapora: o que é, período de maior incidência, sintomas, prevenção e tratamento

A catapora é muito comum em crianças e recém-nascidos e pode ser facilmente transmitida através do contato direto com secreções respiratórias e saliva de uma pessoa infectada.

Ela se manifesta com mais frequência no final do inverno e no início da primavera.

Muito importante mencionar que crianças infectadas podem transmiti-la a outras até mesmo um ou dois dias antes do aparecimento dos sintomas; e o período de transmissão dura até que todas as lesões se transformem em crostas.

Portanto, é recomendado que a criança infectada fique em isolamento!

Na maioria dos casos, ela se manifesta de forma benigna, ou seja, se resolve sozinha, sem problemas decorrentes.

Porém, estamos falando de uma doença altamente contagiosa, que também pode levar à complicações como pneumonia, sinusite, otite e até meningite.

Sintomas da catapora

Os primeiros sintomas da doença são similares aos da gripe:

  • Febre;
  • Cansaço;
  • Dores de cabeça;
  • Fraqueza;
  • Mal estar.

Após um ou dois dias, a criança pode apresentar manchas avermelhadas em todo o corpo que evoluem para pequenas bolhas e  coceira importante.

É importante evitar que a criança se coce, uma vez que a coceira pode levar à inflamações na pele.

Esses sintomas duram em torno de uma a duas semanas.

Prevenção e tratamento

A melhor maneira de prevenir a catapora é através da vacina, sendo a primeira dose administrada aos 15 meses de vida e a segunda dose aos 4 anos.

Em caso de contaminação – por ser uma doença causada por vírus – não há muito o que fazer, o tratamento visa aliviar os sintomas.

Nesse sentido, existem medicamentos, como os anti-histamínicos, que possuem a função de diminuir o desconforto causado pelas lesões na pele. A coceira também pode ser aliviada com a utilização de compressas de água fria e loções que diminuem o prurido.

A boa notícia é que, uma vez que a criança teve a doença, ela não terá novamente na vida adulta!

Conclusão

A prevenção é sempre o melhor remédio, mas não há motivos para se desesperar se seu filho apresentar os sintomas de catapora.

Essa doença deve ser tratada de acordo com a indicação médica e é muito importante que o pequeno não entre em contato com outras crianças no período.

Gostou do artigo?

Se você se interessa por assuntos relacionados a este, acesse os nossos sites: Pulmolab, Alergo Pneumoped e o nosso Blog.

Para receber novidades e saber mais sobre nós, siga-nos nas redes sociais Facebook e Instagram.

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *