O que é o teste de provocação?

Tempo de leitura: 3 minutos

O teste de provocação, também conhecido como desafio,  é realizado com o objetivo de confirmar um processo alérgico principalmente quando não se tem certeza do diagnóstico. Frequentemente utilizados nos casos de alergias alimentares e medicamentosas, podem ser aplicados em qualquer processo alérgico.  Ele permite um diagnóstico mais adequado de um quadro clínico e pode ser feito via oral ou por meio de testes cutâneos.

Neste artigo, vamos te mostrar que, por meio do exame, é possível saber o motivo da alergia e, assim, iniciar um tratamento que trará melhor qualidade de vida ao paciente.

A realização desse teste visa facilitar o tratamento alérgico. Mas, por ser um procedimento que apresenta riscos, ele deve ser feito por uma equipe capacitada e de confiança.

Se quiser tirar todas as suas dúvidas sobre esse assunto, este artigo é para você!

Boa leitura.

teste de provocação

Como é feito o teste de provocação?

O teste de provocação oral (TPO) é feito através do contato do paciente com possíveis alérgenos, para que sejam identificadas, ou não, ações reativas.

De forma progressiva e sob supervisão médica, o paciente é exposto ao alérgenos suspeito. As reações são analisadas a partir dos sintomas apresentados.

Trata-se de uma técnica demorada, que requer acompanhamento médico o tempo todo. 

É importante que o paciente esteja preparado para o procedimento e isso inclui não ter nenhuma outra doença grave.

Além disso, o corpo precisa estar livre de efeito de outros medicamentos que podem interferir nas reações; e os alimentos, ou medicamentos, suspeitos devem ser suspensos por um tempo antes do exame.

Conforme as reações do corpo, o resultado começa a ser interpretado.

Alguns exemplos comuns de reações alérgicas são:

  • Manchas vermelhas na pele ou na boca;
  • Coceira na garganta;
  • Enjoo;
  • Vômito;
  • Olhos inchados;
  • Dor abdominal;
  • Falta de ar;
  • Cansaço.

Nas reações mais graves ainda, é possível ocorrer alterações no coração, queda de pressão e anafilaxia, que é a mais grave das reações alérgicas.

Qual diagnóstico é obtido através do teste?

Após a observação, a interpretação dos resultados trará o diagnóstico, que confirma ou exclui uma alergia, como, por exemplo, uma alergia alimentar ao leite de vaca, ao trigo, ao ovo ou à soja.

Além disso, esse exame poderá avaliar a reatividade clínica em pacientes que têm sensibilidade a algum alimento ou medicamento; e naqueles com dieta restritiva a múltiplos alimentos (como é o caso do glúten).

Outra função do exame é determinar se os alérgenos associados à doenças crônicas podem causar reações graves e imediatas.

Por fim, o teste de provocação poderá avaliar a tolerância aos alimentos e medicamentos envolvidos em possíveis reações cruzadas e qual é o efeito do processamento do alimento em sua tolerabilidade.

Conclusão

O teste de provocação pode melhorar a qualidade de vida das pessoas que têm algum tipo de alergia, mas, o mais importante a se considerar quando vir a necessidade de fazê-lo é a escolha da equipe médica. 

Vale ressaltar que é essencial que o paciente cumpra os requisitos de preparação para que o resultado seja efetivo – e para que o melhor tratamento seja indicado!

Se você tem interesse em assuntos como esse, acesse o site da Pulmolab, acompanhe o nosso Blog e siga-nos nas redes sociais: Facebook e Instagram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *