Validade de medicamentos e sua eficácia

Tempo de leitura: 3 minutos

Todo mundo tem aquela caixinha que vai ficando maior à medida que sobram pílulas e comprimidos de tratamentos antigos. Quando precisa, você recorre a ela, mas sempre com dúvidas: mesmo com a validade de medicamentos vencida, vale a pena guardá-los? Consumi-los pode fazer me algum mal?

O assunto que divide opiniões. Há quem acredite que eles devem ser jogados fora assim que o prazo expire e outros defendem que fármacos, alguns meses além da data de vencimento, não fazem mal à saúde.

De fato, diversos órgãos orientam o não consumo de medicamentos vencidos, mas será que isso é válido para todos os remédios?

O seguinte artigo tem por objetivo desmistificar o assunto. Está curioso? Então, confira!

validade de medicamentos

A história da validade dos medicamentos e como ela é determinada

Em 1979, fabricantes passaram a apresentar prazos de validade nas embalagens de medicamentos, de acordo com determinações de leis federais. A proposta é que, ao consultar o vencimento no ato da compra, a pessoa esteja ciente da vida útil do produto.

Não sabemos se a validade de medicamentos é uma tática comercial para que o consumidor compre mais, mas uma coisa é certa: dentro do prazo estipulado, aquele remédio tem total capacidade de tratamento. Em outras palavras, o prazo de validade é um período de tempo que comprova a plena eficácia de suas substâncias químicas.

Para determinar a data de validade, são conduzidos estudos de estabilidade, também chamados de indicativos de estabilidade, definidos pela legislação sanitária. Esses estudos são divididos em dois: os acelerados, de curta duração, por seis meses; e os de longa duração, por 24 meses.

Essas pesquisas analisam o princípio ativo, a reação da fórmula ao ambiente, as impurezas e outros fatores; e, de acordo com seus resultados, a qualidade do medicamento é atestada ou refutada.

Isso responde parte do problema, mas, e depois do prazo validade? Um novo estudo promete sanar esta questão.

Estudo realizado pela FDA lança luz sobre nova perspectiva da validade de medicamentos

Uma pesquisa feita pela Food and Drug Administration (FDA), agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, apontou que, dentre os mais de 100 medicamentos analisados, 90% estavam em perfeito estado para consumo por até 15 anos após o prazo de validade!

Os remédios vencidos analisados eram livres para consumo, prescritos e comercializados sem a necessidade de uma receita. A demanda pelo estudo veio das Forças Armadas dos EUA, que tinham um grande estoque de medicamentos. O estudo foi realizado na Universidade de Harvard, uma das mais conceituadas escolas de medicina do mundo.

Isso significa que se pode consumir qualquer fármaco com a validade vencida? Não exatamente. 

No caso de remédios como a insulina, a nitroglicerina e os antibióticos, a regra de utilização após vencimento do prazo está fora de cogitação. E, vale pontuar: após muitos meses de vencimento, a tendência é que a eficácia do medicamento seja reduzida.

Importante ressaltar, também, que guardar os medicamentos em local adequado, como descrito na bula, é indispensável para que eles durem mais.

O estudo sobre a validade de medicamentos representa um grande avanço na área, mas, fique atento! É muito importante que seu médico saiba em que condições estão os remédios que você utiliza, principalmente durante tratamentos controlados.

Gosta de ler conteúdos como este? Acompanhe o blog da Pulmolab e as redes sociais, Facebook e Instagram para se manter informado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.