Melatonina é eficaz no distúrbio de sono em pediatria?

Tempo de leitura: 7 minutos

Nos Estados Unidos os pais estão confiando  na melatonina para ajudar seus filhos a dormir.  Uma pesquisa sugere que quase metade das crianças com dificuldade para dormir tomam melatonina.

Para muitas famílias a rotina de dormir se torna uma maratona. “Meu filho está lutando para dormir desde o momento em que nasceu”, disse Anna diretora de uma escola, sobre seu filho Henry de 6 anos.  “Costumávamos brincar que ele era como um cavaleiro lutando contra um dragão chamado sono.”

Depois de anos de luta com o que havia se tornado uma rotina de duas horas para dormir Anna procurou seu pediatra, que recomendou um chocolate contendo melatonina. Trata-se de um hormônio secretado por um órgão, do tamanho de uma ervilha, localizado no cérebro, chamado glândula pineal que ajuda a regular relógio interno de seu corpo e induz sonolência.

melatonina

“Foi como mágica”, disse ela. Agora Henry adormece às 19h30. e continua acordando na mesma hora de sempre, pouco antes das seis da manhã. “Mágica” – “mudança de paradigma” – são palavras frequentemente usadas pelos pais que descrevem como a melatonina ajuda seus filhos a adormecer.

Uma pesquisa on-line de 933 pais com filhos menores de 18 anos, realizada pelo Jornal The New York Times em maio de 2020, constatou que apenas um terço tinha filhos que estavam enfrentando problemas de sono no ano passado. Mas entre os pais, quase metade havia dado melatonina aos filhos. O estudo reflete uma tendência observada por especialistas sobre os suplementos de melatonina para crianças.

Mas o uso de melatonina entre crianças pequenas não é bem estudado nem existem padrões universalmente acordados sobre quanto deve ser tomado ou por quanto tempo. No Brasil é vendido em forma de comprimido, mas nos Estados Unidos é encontrado na forma de líquidos, gomas, biscoitos, cápsulas e comprimidos. É tido como um suplemento alimentar e não precisam apresentar evidências de que seus produtos funcionam, nem provar que seus ingredientes listados são precisos ou puros. Como resultado, alguns especialistas estão preocupados com a popularidade dos suplementos de melatonina, principalmente se eles não estiverem sendo usados ​​sob a supervisão de um médico.

Quantas crianças usam melatonina e isso ajuda?

É difícil saber quantas crianças estão tomando suplementos de melatonina. Nos Estados Unidos elas não precisam de receita médica, portanto, não há dados seguros para rastrear o consumo. Mas a demanda por melatonina parece estar crescendo. A empresa de tecnologia SPINS, que apoia o setor de bem-estar, descobriu em março que as vendas de suplementos de melatonina para crianças em lojas de varejo cresceram 87% em relação ao ano anterior.

“Quando as recomendações de ficar em casa chegaram, as prateleiras estavam vazias”, disse Kelly mãe de dois filhos em San Diego, sobre os chicletes de melatonina das crianças que sua família normalmente compra para o filho de 6 anos. “Paramos de usá-los quando nosso suprimento acabou.”

Cerca de 25% das crianças e adolescentes têm problemas para adormecer. Embora a melatonina possa ajudar algumas crianças a adormecer, normalmente não ajuda uma criança que acorda frequentemente no meio da noite.

Uma revisão de 2019 de sete ensaios clínicos que estudaram o uso a curto prazo de melatonina para insônia no início do sono em crianças e adolescentes (a maioria sofria de distúrbios da atenção) constatou que o hormônio era moderadamente eficaz a curto prazo e parecia seguro. Estudos também mostraram que a melatonina é eficaz para insônia em crianças com distúrbios do desenvolvimento neurológico, incluindo epilepsia e autismo.

Adelaide, confidenciou que antes de dar melatonina à filha, ela e o marido não tinham tido uma noite sozinhos em dois anos e meio e “praticamente esqueceram como se relacionar”. A filha deles, agora com 6 anos, toma todas as noites. 

Outra família relata ter iniciado com melatonina no filho de 1 ano de idade em lasca de uma goma mastigável de melatonina – mas, inicialmente, não disseram ao pediatra por medo de julgamento. Quase inevitavelmente, se esquecermos da melatonina  à noite, chegará às 10 horas e ele ainda está sentado no berço”. Quando damos a melatonina “ele geralmente dorme em 15 minutos”.

Como você sabe se a melatonina pode ser útil?

As crianças em uso de melatonina devem atender a alguns critérios para insônia e, em particular, para dificuldade em adormecer. Mas eles também devem ter outras coisas descartadas, disseram especialistas. A melatonina certamente pode ser uma opção por um período finito de tempo, mas você precisa observar e ver se há um problema subjacente que está causando a insônia do seu filho.

A Academia Americana de Pediatria diz que as crianças não devem tomar melatonina a longo prazo, mas nenhuma organização define o que significa a longo prazo. Algumas crianças dormem mais tarde do que os pais gostariam, mas isso não significa que elas precisam de melatonina.

Se você usa melatonina, quanto por quanto tempo?

Esta é uma discussão importante a ter com seu pediatra, porque não existem regras rígidas de dose e tempo de tratamento. As famílias que usam melatonina devem sempre combiná-la com intervenções comportamentais, como uma rotina consistente na hora de dormir, disseram especialistas em sono.

Com o que os pais devem se preocupar?

A Academia Americana de Pediatria alerta para preocupações de que a melatonina possa afetar a puberdade, mas até agora não há nenhuma evidência sólida disso.

Em uma revisão de 2019 sobre melatonina e puberdade, os autores acharam difícil tirar conclusões fortes. 

Existem outras preocupações também. Os efeitos colaterais podem incluir sonolência pela manhã, pesadelos, agitação, dores de cabeça e aumento da micção durante a noite. E a melatonina pode interagir com certos medicamentos

Mais preocupante é a falta de regulamentação estrita dos produtos de melatonina.

Veja também: Uso e abuso de antibióticos em pediatria

Existem outras maneiras de ajudar seu filho a dormir melhor?

A melatonina costuma ser chamada de “hormônio da escuridão” porque a escuridão desencadeia sua liberação. É suprimida pela luz, incluindo a luz azul emitida pelas telas digitais. Portanto, uma das melhores maneiras de ajudar o cérebro de uma criança a dormir é diminuir as luzes da sua casa e desligar as onipresentes telas uma hora antes da hora de dormir.

Também é útil obter exposição à luz brilhante durante o dia, pois a luz solar ajuda a regular nossos padrões de sono. Quando as pessoas são expostas à luz pela manhã, independentemente da luz solar ou da luz artificial muito brilhante, ajuda na produção noturna de melatonina.

Tente manter uma rotina de dormir estruturada e consistente para preservar o horário de vigília do seu filho. Para crianças de 6 anos ou menos, a dificuldade em dormir é frequentemente uma questão comportamental, disseram especialistas, e as soluções comportamentais podem funcionar. Há quem sugira pensar em maneiras de incentivar o tempo de uma criança na cama e oferecer recompensas em vez de punições.

E se o seu filho estiver usando melatonina, reavalie continuamente sua necessidade, garantindo também que ele tenha a melhor higiene possível e outros hábitos que ajudam a preparar o corpo para dormir.

Acompanhe também as nossas redes sociais, Facebook Instagram, para ter acesso a mais assuntos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.