Umidificador de ar: mitos e verdades

Tempo de leitura: 4 minutos

O inverno está chegando com força e, nessa estação, as doenças respiratórias se manifestam intensamente. O clima seco e frio pode desencadear diversas síndromes respiratórias e, como forma de prevenção, muitos pais investem no umidificador de ar para suas casas.

Tosse seca, coriza, espirros e dificuldades respiratórias são manifestações que os pais acreditam reduzir com o aparelho, mas será que ele é mesmo necessário? 

Antes de comprar produtos que prometem proteger a saúde, confira o artigo a seguir e conheça os mitos e as verdades sobre o aparelho.

Boa leitura!

umidificador de ar

Inverno, tempo seco e poluição: como isso afeta a saúde do seu filho

Sabemos que no inverno as doenças respiratórias, como rinite, sinusite, pneumonia, gripe, resfriado, asma e bronquite, são muito frequentes. Mas, os problemas não param por aí! O ar seco da estação também aumenta a incidência de problemas cardiovasculares.

Tudo isso acontece porque, na estação, há diversos fatores que, juntos, formam o cenário ideal para que vírus e bactérias se proliferem.

Tempo seco: suspensão de poluentes e patógenos mais tempos no ar

A chuva tem um papel muito importante na regulação da qualidade do ar atmosférico. Literalmente, a água lava o ar, tornando-o mais limpo.

Quando ficamos muitos dias sem chuva, os patógenos (vírus e bactérias) que circulam livremente pelo ar, ficam mais tempo em suspensão e, com a ajuda dos ventos, vão a todos os lugares.

A mesma situação se dá com os poluentes atmosféricos, dióxidos de nitrogênio (NO2), enxofre (SO2), hidrocarboneto (HC), monóxido de carbono (CO) e tantos outros – verdadeiros venenos para o sistema respiratório.

Casas fechadas e maior proximidade entre as pessoas

A transmissão do vírus da gripe tem como principal favorecedor a proximidade entre as pessoas. Tanto é que a principal prevenção para o coronavírus (Covid-19) é o distanciamento social!

Acontece que, no inverno, a proximidade com outras pessoas é uma forma de se manter confortável e protegido contra o frio. Além disso, as casas ficam mais fechadas, o que impede que o ar circule e o ambiente fique arejado.

Todos esses fatores compõem um poderoso conjunto de malefícios à saúde.

Vale a pena comprar um umidificador de ar para evitar problemas respiratórios?

O umidificador de ar é um aparelho que libera a água do reservatório no ar, formando uma neblina de gotículas no ambiente. À primeira vista, parece ser uma ótima forma de se combater o ar seco, mas não é bem assim. 

Ao contrário de ajudar, o umidificador de ar pode prejudicar, já que leva à proliferação de mofo no ambiente, principalmente quando a casa fica muito tempo fechada. Além disso, o equipamento viabiliza o acúmulo de ácaros com muita facilidade.

Ácaros são pequenos animais, da família dos aracnídeos, que se proliferam e vivem em lençóis, travesseiros, almofadas e colchões. Eles podem causar ou desencadear quadros de asma, dermatite atópica e rinite alérgica. O ar seco mata o ácaro!

Portanto, apesar de passar a impressão de benefício, o umidificador, em pessoas alérgicas a ácaro, tem mais chances de agravar síndromes respiratórias do que de ajudar a tratá-las!

Os melhores cuidados para a saúde do seu filho durante o inverno

Infelizmente não podemos resolver facilmente o problema da poluição do ar, mas há medidas individuais para minimizar a ação do tempo seco na saúde.

Pneumologistas reforçam a importância de beber muita água e hidratar as narinas com solução fisiológica. À alimentação também deve se dar uma atenção especial. 

Em relação aos ambientes, é preciso mantê-los sempre arejados, limpos e livres de poeira. Trocar as toalhas e as roupas de cama pelo menos uma vez por semana também é essencial.

O umidificador de ar é indicado por muitas empresas nesse tempo do frio, mas ele não é a melhor ferramenta para combater as doenças respiratórias. Na verdade, ele pode complicar mais os quadros de alergia. Fique atento!O blog Pulmolab oferece conteúdo especializado e gratuito para que você, pai ou mãe, possa continuar a cuidar bem da saúde e bem estar do seu pequeno! Acompanhe também as nossas redes sociais, Facebook e Instagram, para ter acesso a mais assuntos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.