Alergia alimentar x intolerância: entenda as diferenças

Tempo de leitura: 3 minutos

Intolerância ou alergia? Esta nem sempre é uma pergunta simples de se responder. As duas reações têm causas e consequências diferentes, por isso, é importante saber muito bem a diferença entre alergia alimentar x intolerância.

A infância é época primordial para o desenvolvimento do indivíduo. Muitas doenças e condições, quando identificadas nesta fase da vida, tem grandes chances de tratamento.

A alimentação na maioria das vezes é um tema complicado para os pais, principalmente a partir do momento em que os filhos aprendem a pedir. Isso porque na infância o apetite das crianças é influenciado por vários fatores, o que desestabiliza muitos pais e mães.

Por outro lado a nutrição nos primeiros anos vai determinar a saúde daquele pequeno indivíduo – provavelmente por toda sua vida.

Muitas vezes, reações alérgicas e intolerâncias podem passar despercebidas aos pais, até porque os pequenos podem ter dificuldade em expressar o que sentem. Assim, para desvendar o mistério da alergia alimentar x intolerância, vamos entender de que se trata cada uma dessas condições.

alergia alimentar x intolerância

Alergia alimentar x intolerância

Tanto alergia alimentar quanto intolerância tem se tornado mais comuns em países ocidentais. Os motivos concretos para isso ainda não estão claros, mas alguns fatores como o baixo consumo de vitamina D, a urbanização e a industrialização são os mais prováveis .

Independente dos fatores globais, ambas as condições tem se manifestado cada vez mais – e quem mais sente os efeitos dessas complicações são as crianças.

Alergia alimentar

Alergia alimentar é uma reação do sistema imunológico a proteínas, inofensivas para a maioria das pessoas. Em outras palavras, é como se o organismo interpretasse determinadas substâncias como vilãs, desencadeando as manifestações alérgicas.

Os sintomas da alergia alimentar são diversos. Dos mais brandos aos mais severos, eles se manifestam como coceiras, vermelhidão na pele, inchaços, diarreias, vômitos, sintomas respiratórios e até mesmo choque anafilático.

Dentre os alimentos mais alergênicos em todo o mundo, estão: amendoim, ovos, leite, oleaginosas em geral, frutos do mar e até o gergelim. No Brasil, leite e ovo são os alimentos que mais desencadeiam uma reação alérgica.

Intolerância alimentar

A intolerância alimentar, por sua vez, se dá devido à carências de enzimas digestivas no intestino. Por exemplo, no caso da intolerância ao leite, há a deficiência da enzima lactase, que a digere a lactose.

É interessante notar que, ao contrário da alergia, algumas pessoas conseguem ingerir um pouco da substância, desde que tomadas as devidas precauções. No caso do leite e derivados, os intolerantes podem fazer uso da lactase artificial para digerir o alimento ou mesmo tomar leite e derivados sem lactose.

As consequências da intolerância costumam ser imediatas mas as vezes podem levar dias. Diarreia, enjoo, gases e dor abdominal são as principais decorrências. 

Os principais tipos de alimentos que causam intolerâncias são leite e derivados, banana, frutas cítricas, grãos, glúten, entre outros.

Os tratamentos para alergia alimentar e intolerância

Uma vez identificada a possibilidade do problema, é preciso que os pais procurem um pediatra, que poderá solicitar exames e encaminhar a criança para um especialista. Em todo caso, será preciso fazer ajustes na alimentação do pequeno, além do uso de medicamento, se for recomendado.

Conhecer os alimentos que mais desencadeiam os processos de intolerância e alergia não é motivo para suspendê-los da alimentação de seus filhos. Antes de qualquer medida, é preciso se certificar se a criança tem o problema ou não. Alergia alimentar x intolerância é uma das muitas dúvidas que os pais tem em relação à saúde de seus filhos. Esse é o seu caso? Então, continue acompanhando o blog do Dr. Wilson Rocha e suas redes sociais – Facebook e Instagram, e acesse o site da Pulmolab!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *